• 10 de agosto de 2017

    Pesquisadora do Labmundo, Danielle Costa, recebe Menção Especial da VI Edição do Concurso de Teses Guillermo O’Donnell

    ”Image

    Durante o 9º Congresso da Associação Latino-americana de Ciência Política (ALACIP), ocorrido entre os dias 26 e 28 de Julho, em Montevidéu, a pesquisadora do LABMUNDO, Danielle Costa da Silva, foi premiada com uma Menção Especial na VI Edição do Concurso de Teses Guillermo O’Donnell, promovido pela Associação Latino-americana de Ciência Política (ALACIP).

    A tese, sob o título de “A agenda de direitos humanos na política externa brasileira e a participação das ONGs no seu processo de formulação” foi defendida no IESP-UERJ, em 2016, com a orientação do coordenador do LABMUNDO-RIO, Prof. Carlos Milani.

  • 12 de junho de 2017

    Notícia: Magno Klein na UNILAB

    É com grande satisfação que o Labmundo anuncia que Magno Klein, doutor pelo IESP/UERJ e pesquisador do Labmundo, foi aprovado no concurso de Política Externa na UNILAB (campus S. Francisco do Conde).

    O Labmundo deseja sucesso ao Magno, e muitas felicidades nessa nova empreitada!

  • 30 de maio de 2017

    Vídeo: Entevista ao COLMEX

    O professor Carlos Milani, coordenador do Latitude Sul e do Labmundo, deu uma entrevista para o canal do El Colegio de México. Confira!

  • 29 de maio de 2017

    ‘Graduation Dilemma’ no The Conversation

    Carlos Milani, coordenador do Latitude Sul e do Labmundo, publicou texto em The Conversation sobre o ‘graduation dilemma’ e a atual crise política brasileira. O texto pode ser encontrado no link.

    Boa leitura!

  • 22 de maio de 2017

    “Brazil’s graduation dilemma” no Blog da International Affaris

    Foi publicado no blog da International Affaris o texto “Brazil’s graduation dilemma: global player, regional power, or something in between?“, de autoria dos coordenadores do Latitude Sul Carlos R.S. Milani, Leticia Pinheiro e Maria Regina Soares de Lima. O texto é baseado no recente artigo, “Brazil’s foreign policy and the graduation dilemma”, que foi publicado na edição de maio de 2017 da International Affairs. O texto está disponível aqui, e o artigo completo, aqui.

  • 17 de maio de 2017

    Atlas da Política Brasileira de Defesa disponível para download!

    Prezad@s Colegas, Pesquisador@s e Estudantes,

    É com muito prazer que anunciamos que o Atlas da Política Brasileira de Defesa está disponível para download gratuito na livraria virtual do CLACSO, no seguinte link: http://www.clacso.org.ar/libreria-latinoamericana/libro_detalle.php?orden=nro_orden&id_libro=1227&pageNum_rs_libros=0&totalRows_rs_libros=1165&orden=nro_orden
    Este Atlas é fruto de um trabalho conjunto do Ateliê de Cartografia do LABMUNDO e do OPSA, no âmbito da plataforma de pesquisa LATITUDE SUL (www.latsul.org), e representa a continuação de um trabalho que teve início com a produção do Atlas da Política Externa Brasileira.
    O Atlas da Política Brasileira de Defesa, que conta com o prefácio de Celso Amorim e com a quarta de capa de Antonio Jorge Ramalho, já está em processo de tradução para o inglês e será lançado  em breve.
  • 13 de abril de 2017

    Lançamento do curso online (MOOC) Espaço Mundial: perspectivas França-Brasil

    O Laboratório de Analise Política Mundial, que integra a plataforma Latitude Sul, tem o prazer de anunciar o lançamento do MOOC (Massive Online Open Course) intitulado “Espaço Mundial: perspectivas França-Brasil”. Este curso foi desenvolvido por Sciences Po em parceria com o IESP-UERJ, com apoio de várias instituições (CNPq, FAPERJ, Consulado da França no Rio de Janeiro). O curso é aberto, gratuito e totalmente online. Para mais informações, visite a página Coursera no seguinte endereço: https://pt.coursera.org/learn/espaco-mundial

  • 22 de março de 2017

    Lançamento: O não governamental na Cooperação Internacional para o Desenvolvimento após 1990

    O Labmundo convida para o lançamento do livro O não governamental na Cooperação Internacional para o Desenvolvimento após 1990, da pesquisadora Maria Elisa Huber Pessina.

    O evento será no dia 23 de março de 2017, das 17h as 20h, na Antessala do Gabinete do Reitor na Rua Augusto Viana, s/n, Palácio da Reitoria, em Canela – Salvador, BA.

    O-Nao-Governamental-convite

  • 16 de janeiro de 2016

    Artigo: A análise de conteúdo de pronunciamentos oficiais como metodologia interpretativa da política externa brasileira

    O último número da Revista Eletrônica de Ciência Política (UFPR) traz o artigo das pesquisadoras Danielle Costa da Silva, Renata Albuquerque Ribeiro e Tássia Camila de Oliveira Carvalho, e é fruto do projeto “Análise de Conteúdo dos Discursos da Política Externa Brasileira” do Labmundo.

    Confira o resumo abaixo:

    Resumo

    A Política Externa brasileira tem entrado cada vez mais no cotidiano da sociedade, passando a ser entendida como política pública. Nesse sentido, com o objetivo de contribuir com métodos de pesquisa para uma maior apropriação da política externa enquanto objeto de análise, o presente artigo, por meio da análise do conteúdo de pronunciamentos oficiais, oferece mais um modelo analítico possível para a área. Apesar de ainda pouco explorada, a ferramenta aqui sugerida pretende analisar semelhanças ou contradições na fala dos líderes políticos que representam a política externa brasileira. Para isso foi criado um extenso banco de dados dos pronunciamentos oficiais dos presidentes brasileiros, a fim de investigar como as mudanças na política externa brasileira repercutem nos discursos oficiais em diferentes tópicos. Por meio do método aqui proposto, tem-se a intenção de tornar pública a ação e/ou intenção dos governos, bem como facilitar e estimular o uso da interpretação dos pronunciamentos oficiais para fins de pesquisa acadêmica. Inicialmente, são apresentados a perspectiva teórica utilizada, os conceitos aplicados e a construção da análise. Na parte empírica, ilustramos nosso argumento com um exemplo de aplicação do método, analisando o tratamento do tema “direitos humanos” nos vinte e oito pronunciamentos de lideranças brasileiras realizados em aberturas da Assembleia Geral das Nações Unidas. Como conclusões iniciais, ilustramos as potencialidades do método e sua funcionalidade para a análise da política externa brasileira.

    A íntegra do artigo pode ser conferida aqui.

Pesquisar
Arquivos