Linhas de pesquisa

LABMUNDO-RIO

Objetivo: Analisar o papel dos distintos atores da cooperação internacional para o desenvolvimento (domésticos e internacionais, agências multilaterais/bilaterais, organizações estatais e não governamentais, fundações e movimentos sociais) na construção de agendas e sua contestação, na implementação de programas, na definição e difusão de normas, nos casos da experiência tradicional das relações norte-sul, da experiência histórica das relações leste-sul e na versão contemporânea da cooperação sul-sul.

Objetivo: Analisar o papel das OI na construção e difusão de normas sobre temas globais (direitos humanos, proteção ambiental, migrações, refugiados, terrorismo) e sua influência nas agendas domésticas dos Estados. Entender o papel de organizações da sociedade civil e dos movimentos sociais nas relações OI-mercado e OI-Estados, bem como seu posicionamento quanto às fronteiras atuais entre o espaço público e o privado. Entender o processo de reforma das instituições da governança global.

Objetivo: Integrar os diferentes atores, distintos temas e uma pluralidade de perspectivas teórico-metodológicas sobre a PEB. Identificar nichos de ação tradicionalmente não associados às agendas de política externa, bem como de agências governamentais (vinculadas ou não ao Poder Executivo), entidades subnacionais e de atores não estatais cujo campo de atuação não se volte diretamente para a política internacional. Analisar como o Itamaraty reage a esses movimentos (adaptação institucional).

Objetivo: Analisar, em perspectiva comparada, a política externa de potências emergentes (África do Sul, Brasil, China, Índia, México, Turquia) e sua inserção na cooperação sul-sul e nos processos de reforma da governança global (G-20, ONU, FMI). Entender, com base em seus respectivos modelos de desenvolvimento, experiências multilaterais, políticas domésticas e padrões de inserção regional, as formas e as razões pelas quais mobilizam seus recursos de poder, definem alianças e coalizões (IBAS, BRICS).

 

LABMUNDO-BAHIA

Objetivo: Desenvolver estudos críticos dos processos de globalização e de transnacionalização, à luz dos novos atores e das cartografias socioeconômicas. Analisar a agenda de agências internacionais bilaterais e multilaterais com vista à promoção do desenvolvimento e as políticas de cooperação internacional implementadas por organizações estatais e não governamentais, observadas no contexto de relações que se definem nos marcos de sociedades globalizadas e assimetricamente posicionadas. Serão examinadas as relações de cooperação nos moldes norte-sul e sul-sul, a construção das agendas, as complementações e tensões verificadas nos discursos e nas práticas da cooperação internacional.

Pesquisadores: Daniel Maurício Aragão; Elsa Sousa Kraychete, Maria Teresa Ribeiro e  Ruthy Laniado

Objetivo: Compreender o papel das organizações internacionais na constituição de regimes e sistemas de governança mundial, desconstruindo os discursos sobre a “boa governança” em três campos temáticos principais: governança global e espaços regionais de integração; governança ambiental global e regime internacional de direitos humanos; contribuir para a construção de conceitos teóricos peculiares às transformações das relações internacionais no processo de governança global, tais como esfera pública mundial, sociedade civil transnacional, cosmopolitismo e cidadania global.

Pesquisadores: Denise Cristina Vitale, José Célio Andrade

Objetivo: Desenvolver estudos históricos das relações internacionais, privilegiando os processos de formação do Brasil e da política externa brasileira. Fomentar pesquisas que tenham como fonte a documentação diplomática em arquivos nacionais e estrangeiros.

Pesquisadores: José Arivaldo Sacchetta, Marcos Guedes